A relação das dietas ricas em gordura com a má qualidade do sono

Na Austrália, pesquisadores da Universidade de Adelaide identificaram que homens que consomem dietas ricas em gordura são mais propensos a se sentir sonolento durante o dia, sofrendo problemas noturnos de sono, e são mais propensos a sofrer de apneia do sono. Publicado na revista Nutrients, o estudo avaliou a associação entre dietas ricas em gordura e sono.

A partir dos dados de mais de 1.800 homens australianos entre 35 e 80 anos –entre os dados, os hábitos alimentares ao longo de 12 meses, o estilo de vida, as características demográficas e a relação de doenças crônicas –, o estudo descobriu que aqueles que consumiam mais gordura eram mais propensos a experimentar sonolência diurna excessiva. A alta ingestão de gordura também foi associada com a apneia do sono.
Em geral, 41% dos homens avaliados relataram ter sonolência diurna, e 47% apresentaram uma má qualidade de sono durante a noite. Cerca de 54% dos homens apresentaram apneia do sono de leve a moderada, e 25% apneia de moderada a grave – essa avaliação foi feita a partir de um estudo do sono entre aqueles homens sem diagnóstico prévio de apneia do sono.
De acordo com os pesquisadores, a má qualidade do sono e sonolência diurna contribuem para o aumento da compulsão por alimentos ricos em gordura e carboidratos, que será, na sequência, associada à baixa qualidade do sono. Ou seja, surge um círculo vicioso entre o sono e a má alimentação.