A moda dos “caminhões de comida”

A moda dos food trucks se espalhou pelo Brasil recentemente. Mas nos Estados Unidos os “caminhões de comida” são um fenômeno há muito tempo.

Os veículos móveis que transportam e vendem as mais variadas comidas – hambúrgueres, massas, panchos, temakis, tacos, entre outras tantas especialidades gastronômicas – se popularizam em todo o mundo com a atual tendência “gourmet”, em que a alta culinária se tornou mais acessível. 

Mas o primeiro food truck teria sido criado em 1872, quando o americano Walter Scott passou a vender sanduíches, café e tortas em uma carroça para trabalhadores de jornais de Providence, em Rhode Island (Estados Unidos). Com a fama, o modelo foi copiado e se espalhou para outras regiões do território americano. Na década seguinte, Thomas H. Buckley começou a fabricar carroças preparadas especialmente para transportar e servir comidas.

Um salto na história... Depois da Segunda Guerra Mundial, os food trucks alimentavam os trabalhadores dos subúrbios nos Estados Unidos, regiões em que existiam poucos restaurantes, mas uma grande densidade populacional. No século passado, os food trucks eram sinônimo de comida bem barata.

Isso mudou com a crise econômica de 2008, que derrubou a economia americana e fechou muitos restaurantes tradicionais. No curso da recuperação econômica, muitos empreendedores americanos tiveram a ideia de levar comida de qualidade para as ruas com baixo investimento. Os food trucks foram uma escolha natural, já que permitiam mudar de lugar de acordo com a demanda. A partir daí, o cardápio foi incrementado com itens gourmet.

A partir de 2012, a moda dos “caminhões de comida” chegou ao Brasil. Os primeiros surgiram em São Paulo, mas logo as principais cidades brasileiras passaram a contar com essas opções gastronômicas. Os food trucks brasileiros, portanto, tão cedo não deixarão de ser moda. Então, aproveite!