Muito suspense em “A Caldeira do Diabo”

O escritor português Ângelo de Carvalho criou um cenário de muito suspense, que envolve conspiração e espionagem, em seu livro “A Caldeira do Diabo” (272 páginas, 2014, Editora Esfera do Caos). Na obra, o analista Alessandro Ferratti é forçado a fazer o papel de um operacional de elite com o objetivo de resgatar a sua família. Um personagem um tanto incógnito, surpreendente. 

No Irã, onde deve encontrar e também decodificar uma mensagem de um físico nuclear, o analista terá que fazer uso de sua inteligência e sagacidade, além de arrogância e revolta, para salvar a sua vida. Trata-se de um livro com temática atual, envolto de muita política internacional, onde o personagem vive o papel de espião. Com bom argumento e boa narrativa, revela-se uma boa trama.

Ângelo de Carvalho – Além do livro “A Caldeira do Diabo”, o escritor nascido em Braga, em 1962, publicou um livro de poesia, em 2002, e o romance “Uma Viagem para Lado Nenhum”, que foi lançado pela Chiado Editora, em 2012.